quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Ourentã empata com candidato Novasemente

Um "hat-trick" da jogadora internacional Sara Fatia deu a igualdade ao Ourentã no difícil embate diante do Novasemente, um dos mais fortes candidatos ao título nacional. A igualdade a três bolas no Pavilhão de Os Marialvas marcou o arranque da segunda volta da Zona Norte do Nacional Feminino.

«Iniciámos a segunda volta da primeira fase do Nacional Feminino frente à equipa da Novasemente. Como esperado a turma de Espinho assumiu logo de início as despesas do jogo, com grande percentagem de posse de bola e na sua grande maioria no nosso meio campo defensivo. Apenas a espaços importonámos a defesa contrária, no entanto, quando o fizémos causámos perigo. Ao intervalo o resultado era de 1-2 favorável às forasteiras. Na segunda metade a toada da partida não se alterou e a Novasemente foi continuando o seu domínio do jogo, tendo aumentado a vantagem a cerca de 6 minutos do final. Nesse momento arriscámos a estratégia de 5 x 4 +1 e fomos extremamente eficazes e acutilantes no processo ofensivo. Num lance de estratégia reduzimos a desvantagem e a 30 segundos do fim empatámos a partida. Foi uma enorme demostração de vontade, entreajuda e abnegação. Apesar de termos passado praticamente todo o jogo a defender, acreditámos sempre que poderíamos obter um resultado positivo e nunca desistimos até o obter. Tivémos sempre a capacidade de manter a serenidade mesmo estando em desvantagem na maioria dos 40 minutos. Foi um excelente innício de segunda volta, com um ponto precioso diante de um dos candidatos ao título e que nos motiva para as próximas batalhas.»
Fotos: Desporto Entre Linhas

sábado, 10 de novembro de 2018

Ourentã termina primeira volta no 5º lugar

O Ourentã recebe este domingo o candidato ao título Novasmente. Um jogo dificíl perante um candidato ao título nacional, sendo que, curiosamente, no palmarés, o título alcançado pela turma de Espinho contou com vários elementos que agora estão ao serviço da formação de Cantanhede. A internacional Sara Fatia, que foi uma das campeãs nacionais, faz um balanço da primeira volta, que terminou com um triunfo (4-0) em Chaves e lança o segundo turno do campeonato.
Foto: Desporto Entre Linhas

"Encerrámos a primeira volta desta primeira fase do campeonato nacional da melhor forma com uma vitória e alcançámos o 5º lugar da classificação. No cômputo geral penso que a nossa prestação ficou um pouco aquém das nossas reais capacidades. O facto de termos realizado praticamente todos os jogos fora pode ter contribuído para essa prestação, no entanto, estamos cientes que o nível de exigência é muito superior e, por isso, os nossos níveis de trabalho diário terão também forçosamente que aumentar. É essa a base do sucesso que queremos alcançar, trabalhar, treinar e lutar mais a cada treino para que o resultado ao fim-de-semana seja o pretendido. Iniciamos este domingo a segunda volta diante de um dos candidatos ao título e uma equipa que dispensa apresentações. A Novasemente é uma equipa recheada de talentos mas o Ourentã também tem as suas qualidades e iremos dificultar ao máximo a tarefa do adversário. Temos ainda 7 jogos para lutar pelo nosso objetivo da manutenção e será uma dura batalha até final."

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Vitória na estreia caseira diante do Santa Luzia

O Ourentã conquistou a primeira vitória no regresso ao Nacional Feminino ao vencer, em Cantanhede, o Santa Luzia, por 1-0. A turma pela qual alinha a internacional Sara Fatia somou assim os primeiros pontos da temporada, na estreia caseira, depois de três desaires pela diferença mínima diante de Novasemente, Penaguião e Nun'Álvares.
FOTO: Desporto Entre Linhas

"Partimos para a quarta jornada e para o nosso primeiro jogo em casa com zero pontos. Confesso, estávamos um pouco ansiosas por este encontro, depois de 3 jogos a perder pela margem mínima não é fácil manter a motivação em alta. O início da partida foi intenso e demorámos alguns minutos a adaptarmo-nos ao ritmo forte imposto pelo adversário, mas com o decorrer da partida fomos crescendo e ajustando o nosso jogo. Ao intervalo o 0-0 no marcador espelhava bem o equilíbrio que pautou a primeira parte. No segundo tempo o equilíbrio de forças manteve-se mas a 5 minutos do fim, num esquema tático bem executado, marcámos o golo que nos viria a garantir os primeiros pontos deste campeonato nacional. Até final o Santa Luzia ainda nos causou bastantes dificuldades com a estratégia de 5x4+1 mas o nosso foco e entreajuda coletiva não deixaram que a vitória nos fugisse. Foi um fim-de-semana bem mais saboroso com esta primeira vitória, uma alegria que queremos que se perpetue nos próximos jogos. 
Aproveito ainda para parabenizar a nossa seleção nacional feminina de sub-19 pelo ouro alcançado em Buenos Aires nos Jogos Olímpicos da Juventude. Foi um trabalho fantástico de todos, COP, FPF, atletas e restante estrutura que resultaram no primeiro grande título de futsal feminino português."
FOTO: FPF

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Ourentã perdeu em Santa Marta de Penaguião

O Ourentã sofreu a segunda derrota consecutiva no Nacional Feminino na visita a Penaguião por 1-0. Um desaire inesperado, mas que não retira o Ourentã do caminho da meta definida. Sara Fatia faz a análise ao encontro.
Desporto Entre Linhas
"Depois de uma derrota na jornada inaugural ansiávamos pela partida seguinte para conquistar os primeiros pontos da competição. Fomos a Santa Marta de Penaguião defrontar a equipa local, um dos nossos adversários diretos na luta pelos 4 primeiros lugares. A partida não nos correu de feição. Realizámos um jogo pobre, ofensivamente pouco objetivo e defensivamente nunca conseguimos condicionar significativamente a posse de bola do adversário. Depois do golo sofrido na primeira parte tentámos correr atrás da reviravolta, no entanto sem sucesso. Uma derrota animicamente pesada mas que nos coloca a exigência de trabalhar mais e melhor para que possamos alcançar os objetivos."

sábado, 6 de outubro de 2018

Ourentã procura primeiros pontos diante do Penaguião

Depois da derrota na estreia, por 2-1 na casa do candidato ao título Novasemente, o Ourentã viaja agora até ao distrito de Vila Real para defrontar o Penaguião. A partida está agendada para amanhã, às 18h00, e a equipa pela qual alinha a internacional portuguesa Sara Fatia quer arrecadar os três pontos.

Desporto entre Linhas
"Iniciámos no passado domingo a disputa do Campeonato Nacional Feminino 2018/2019. A estreia foi feita em Espinho frente à equipa da Novasemente, uma das candidatas ao título. Apesar da derrota fizemos uma boa exibição e complicámos muito a tarefa ao adversário. Apesar de favoritas, a equipa da casa teve bastantes dificuldades para nos levar de vencida. Fomos unidas, abnegadas e extremamente competitivas. Apesar de não termos causado grandes dificuldades à defesa contrária, limitámos ao máximo o seu ataque numa grande demonstração de espírito coletivo. Individualmente não foi um grande jogo da minha parte e não consegui, na maioria das vezes, acompanhar a intensidade das minhas colegas. Apesar da estreia com uma derrota retirámos aspetos muito positivos para as próximas partidas. 
Iremos agora a Vila Real defrontar a equipa do Penaguião, conjunto que na última temporada ficou no 2º lugar, atrás do Chaves, na fase de permanência (Zona Norte) do Nacional Feminino. O conhecimento da equipa adversária é muito reduzido e a viagem é muito longa, mas estamos empenhadas em lutar pela nossa primeira vitória e trazer os 3 pontos para Cantanhede."

domingo, 30 de setembro de 2018

Ourentã estreia-se hoje no campeonato

O Ourentã joga esta tarde no Pavilhão Napoleão Guerra diante do candidato ao título Novasemente. Um regresso aos palcos nacionais do emblema pelo qual alinha a internacional Sara Fatia. Curiosamente, o Novasemente consta no seu currículo com um título nacional e nessa conquista estiveram Sofia Ferreira (agora treinadora do Ourentã), Sara Fatia, Rita Ribeiro e Cláudia Lobo.
"Entraremos em campo para a primeira jornada do campeonato nacional em Espinho frente à equipa da Novasemente. Finalmente a espera termina e começamos a nossa batalha no mais alto patamar do futsal feminino nacional. As duas equipas têm objetivos distintos, enquanto que a turma de Espinho lutará pelo ceptro nacional a nossa batalha centrar-se-á na manutenção no campeonato nacional. No entanto iremos entrar neste jogo e em todos os restantes para lutar pelos 3 pontos e pelas vitórias que nos farão atingir o nosso propósito. As espinhenses têm um plantel recheado de excelentes atletas e são orientadas por um dos melhores treinadores nacionais, André Teixeira, porém o Ourentã também tem as suas armas e com toda a certeza não facilitará a tarefa. Depois de uma pré-época exigente e bem coordenada sentimo-nos preparadas e empenhadas em colocar em prática todo o trabalho realizado até agora. Mais de metade do plantel fará a sua estreia no campeonato nacional, poderá existir muita ansiedade e até alguma surpresa pela exigência da competição, mas creio que quando a bola começar a rolar tudo irá desaparecer e desfrutarão ao máximo desta experiência."

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Época abre com disputa da Taça de Honra

O Ourentã inicia este sábado, oficialmente, a nova temporada. A equipa pela qual actua a internacional Sara Fatia defronta a Académica de Coimbra num encontro a contar para as meias-finais da Taça de Honra da Associação de Futebol de Coimbra. A formação de Cantanhede soma por vitórias as quatro edições realizadas. Esta prova antecede o regresso do Ourentã ao Nacional Feminino.

"Iniciamos amanhã a época 2018/2019 disputando o primeiro jogo oficial diante da Académica a contar para a Taça de Honra da Associação de Futebol de Coimbra. Finalmente a bola começa a rolar "a sério" e podemos descarregar toda a ansiedade acumulada pela paragem de competição. Apesar de termos apenas três semanas de pré-época, considero que a equipa está mais do que preparada e desejosa de lutar pelo primeiro título da temporada. Pela frente iremos encontrar um adversário "velho conhecido" - o campeão da época passada. Será, à semelhança das partidas anteriores, um jogo de tripla em que qualquer resultado será possível. Apesar de ainda não poder dar o meu contributo à equipa dentro de campo, irei estar fora da quadra a dar o máximo apoio. Desejo a todos um excelente início de época e que seja um bom prólogo para um ano recheado de sucessos."

sábado, 4 de agosto de 2018

"Se garantirmos a manutenção ainda na primeira fase já será fantástico"

A internacional Sara Fatia faz um balanço positivo de uma época em que voltou à competição e ajudou a equipa do Ourentã a subir ao Nacional Feminino. O que foi a época, quais as expectativas do emblema cantanhedense e um olhar sobre a Academia de Futsal de Condeixa, na qual é uma das Embaixadoras, numa entrevista da atleta figueirense.

- Depois de uma paragem por opção própria. Porque decidiu regressar ao futsal?
Decidi voltar a jogar porque o bichinho foi mais forte e é muito difícil estar do lado de fora da quadra. Foi como se tivesse tido um período "sabático" que serviu para renovar a paixão pelo futsal.

- Porquê a opção pelo Ourentã entre as várias opções que tinha?
Optei pelo Ourentã porque foi o projeto competitivo que mais me desafiou. Além disso já conhecia a maior parte das pessoas e a distância a percorrer era relativamente curta. No ano anterior quando jogava no Louriçal tinha que fazer cerca de 2 horas de viagem para os treinos e jogos, tendo sido esse um dos fatores principais para o meu desgaste.

- Acabaram por perder o campeonato com uma derrota. Como reagiu o grupo a isso?
A derrota com a AAC foi difícil de digerir, pelo jogo que fizemos, mas principalmente pelas consequências. Sem qualquer tipo de presunção sabemos que a época distrital se resume, em termos de luta pelo título, a 2 jogos entre o Ourentã e a AAC. No segundo jogo a AAC superiorizou-se e levou o título. Foi uma derrota difícil de contornar mas que no fundo serviu para que trabalhássemos ainda mais e nos preparássemos melhor para a Taça Nacional.

- Como analisa o percurso trilhado na Taça Nacional e que levou à subida de divisão?
Foi um percurso dificílimo e com duas fases completamente diferentes. Na primeira fase superámos as restantes equipas com alguma facilidade, garantindo o apuramento em primeiro lugar. Já na segunda fase, a fase de todas as decisões, a conversa foi completamente diferente. Na minha opinião ficámos no grupo, em termos competitivos, mais difícil de toda a Taça Nacional. Existiam claramente 3 equipas para um único lugar - o tão desejado lugar de subida ao campeonato nacional. Foram 6 jogos muito difíceis, muito emotivos e muito exigentes, mas no fim, felizmente, correu tudo bem e conseguimos o objetivo da época.

- Pelo meio houve ainda uma final de Taça AFC ganha à campeã Académica. Certamente que foi um bom tónico ainda que a meio de uma luta pela subida...
Como tudo o que é organizado pela AFC, também a Taça Distrital teve a sua peculiaridade. Além de ter deixado de ser, pela primeira vez, em modelo final four, foi disputada a meio da luta pela subida ao nacional. Retirando todas estas características especiais e falando do jogo propriamente dito, foi uma verdadeira final. Emocionante, imprevisível e disputada até final. No prolongamento conseguimos superiorizar-nos à AAC e levar a Taça para Cantanhede. Foi o meu primeiro título na equipa e para mim foi maravilhoso.
- De olhos postos na próxima época, o que esperar deste Ourentã no Nacional Feminino?
O Ourentã garantiu de forma meritória o lugar no campeonato nacional e agora quer mantê-lo. Todos os jogos serão verdadeiras finais e 90% da equipa nunca disputou um jogo do campeonato nacional. É importantíssimo fazer uma boa pré-época e iniciar bem o campeonato nacional.

- O Ourentã é um dos emblemas históricos do futsal feminino em Coimbra e um dos emblemas "fundadores" do Nacional no qual se manteve 3 épocas. O grupo pode pensar em algo mais do que a permanência?
O futsal é extraordinário também pela sua imprevisibilidade. Nunca se sabe o que pode acontecer, no entanto, temos perfeita noção que a manutenção já é complicada. Se garantirmos a manutenção ainda na primeira fase já será fantástico.

- É embaixadora da Academia de Futsal de Condeixa que este ano foi campeã distrital de iniciados, vice-campeã de infantis, ganhou a Taça de Encerramento feminina e ainda estreou mais um escalão, o de juvenis. Como tem acompanhado este crescimento?
Além do recorde de títulos esta época tivemos ainda vários atletas chamados às seleções distritais. O número de atletas continua a aumentar e os escalões são criados à medida dos atletas. Todos os passos na Academia são dados de forma sustentada e esse é também, um dos segredos do nosso sucesso. Felizmente temos nos quadros da Academia treinadores, coordenadores e dirigentes de excelência, com formação específica de desporto, que além de formarem excelentes atletas ajudam a criar excelentes pequenos cidadãos.

domingo, 17 de junho de 2018

Ourentã garante subida ao Campeonato Nacional

Depois de duas temporadas nas provas distritais, o Clube Desportivo Ourentã garantiu a subida ao Campeonato Nacional Feminino. Uma vitória concludente sobre o Guarda 2000, por 15-0, aliado ao triunfo do Tebosa em Lourosa, permitiu que três equipas terminassem igualadas no topo com vantagem para as cantanhedenses. A atleta internacional Sara Fatia volta assim a assegurar uma subida ao Campeonato Nacional, já tinha acontecido pelo Novasemente, emblema pelo qual se sagrou campeã entre a elite lusa.
Fica o recorte da notícia deste domingo do Diário de Coimbra.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Ourentã conquista Taça AFC

O Ourentã conquistou, na tarde desta quinta-feira, a Taça da Associação de Futebol de Coimbra ao derrotar, na final, a Académica de Coimbra, campeã distrital. Em plena discussão pela subida ao Nacional Feminino, as duas equipas mediram forças no Pavilhão Multidesportos Mário Mexia e depois de um empate a duas bolas no final do tempo regulamentar, a formação de Cantanhede chegou à vitória com um golo da internacional Sara Fatia.
Mais uma conquista para o Ourentã que, no início da temporada, arrecadou a Taça de Honra AFC, juntando-lhe agora a Taça AFC. Segue-se a luta pela subida ao Nacional Feminino.

sábado, 14 de abril de 2018

Ourentã no bom caminho na Taça Nacional

O Clube Desportivo Ourentã está a fazer uma campanha muito positiva na Taça Nacional. A equipa pela qual alinha a internacional Sara Fatia soma por vitórias os jogos disputados. A nível distrital falta ainda disputar a "final four" da Taça AFC.

Duas vitórias foram o resultado das primeiras duas jornadas da primeira fase da Taça Nacional. Vitórias cruciais e que nos colocam em boa posição para garantir a passagem para a penúltima etapa da competição. Na primeira jornada fomos a Rio Tinto defrontar o 2º classificado da AF Porto, a Juventus de Triana. Como é natural o nervosismo era grande dado que  poucas atletas da nossa equipa disputaram jogos das competições nacionais, no entanto a entrada na partida foi boa e cedo nos colocámos  em vantagem. Não foi uma grande exibição da nossa parte mas foi suficiente para trazer os primeiros 3 pontos da competição para Cantanhede. 
Na segunda jornada defrontámos em casa o campeão de Viseu e realizámos talvez a melhor exibição da época. Coesas, concentradas, tanto na parte ofensiva como defensiva e alcançámos uma vitória importantíssima e que nos coloca mais perto da fase seguinte.
A nível interno temos ainda que disputar a "final four" da Taça AFC, fase da competição que incompreensivelmente continua sem data marcada, prejudicando imenso o planeamento das equipas envolvidas. Esperamos que a calendarização seja definida o mais rapidamente possível para que possamos preparar-nos da melhor forma para uma competição que queremos muito vencer.
No próximo domingo recebemos a Juventus de Triana e em caso de vitória garantimos o primeiro objetivo com a passagem à próxima fase da Taça Nacional.



terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Divisão de Honra fechou com duas goleadas

Ourentã fechou a época na Divisão de Honra feminina da AF Coimbra, com duas goleadas na jornada dupla, superando União 1919 (8-1) e S. Tomé (8-0). Sara Fatia marcou nos dois encontros.

«Disputámos este fim-de-semana a última jornada na Divisão de Honra AFC. No total dos 18 jogos, alcançámos 16 vitórias, 1 empate e 1 derrota que nos arredou do título. Garantimos o acesso à Taça Nacional que nos permite lutar por um lugar no Campeonato Nacional do próximo ano, naquele que é, de resto, o grande objectivo da época. Naturalmente que gostaríamos de ter sido campeãs, mas a Académica foi mais forte e justamente arrecadou o ceptro. Em termos distritais procuramos ainda um lugar na "final four" da Taça AFC, prova que queremos conquistar antes de enfrentar a Taça Nacional.»

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Taça Nacional está garantida

O Ourentã garantiu a presença na Taça Nacional 2017/2018 ao vencer, o NS Condeixa, em casa, por 3-1. Com 14 vitórias e um empate nos 15 jogos realizados, a formação pela qual alinha a internacional portuguesa Sara Fatia está na 2ª posição a três pontos da Académica (tem mais um jogo realizado), clube com o qual mede forças na próxima jornada. Depois da conquista da Taça de Honra a abrir a época, novo objectivo foi alcançado. Segue-se a luta pelo título distrital, pela Taça AFC e pela promoção ao Campeonato Nacional.


sábado, 3 de fevereiro de 2018

Regresso à competição e jogo especial

Sara Fatia regressou à competição ao serviço do Ourentã. A jogadora internacional lusa tem tido uma estreia muito positiva e este domingo defronta uma equipa especial (NS Condeixa), uma vez que é uma das Embaixadoras da Academia de Futsal de Condeixa.

"21 de Janeiro de 2018 – a data em que voltei a disputar um jogo do campeonato distrital de Coimbra. 6 anos passaram, a idade avançou e a jogadora mudou. Naturalmente, não sou a mesma atleta de outrora, mas continuo a dar o melhor de mim em todas as disputas. 
Desde a minha estreia realizámos dois jogos com um score de 25 golos marcados, 0 sofridos e marquei 5 golos. Fomos bastante competentes nestas duas partidas e temos trabalhado muito bem ao longo das semanas. Aproxima-se a fase decisiva do campeonato e, apesar dos dois primeiros lugares garantirem o acesso à Taça Nacional, queremos ser campeãs. Para isso teremos que vencer todos os jogos até final.
No próximo jogo defrontarei a “minha” Academia, uma equipa que em apenas dois anos se colocou na vanguarda da elite do futsal feminino em Coimbra. Encontra-se no 3º lugar do pódio e tem feito um campeonato excelente. Com um misto de experiência e formação de topo a equipa torna-se irreverente mas ao mesmo tempo equilibrada. Superiormente coordenada a Academia caminha com passos seguros para se tornar num dos melhores clubes de futsal feminino, não só de Coimbra mas também da Zona Centro. 
Amanhã será especial e extremamente difícil. Durante 40 minutos estaremos em lados opostos, mas no fim caminharemos juntos como sempre, independentemente dos resultados."

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Entrevista: Sara Fatia no CD Ourentã

Primeira entrevista da internacional Sara Fatia que vai regressar à competição ao serviço do Clube Desportivo Ourentã (Cantanhede) que está a disputar o ceptro distrital da Associação de Futebol de Coimbra. O que a levou a parar depois do final de época no Louriçal e as expectativas para este projecto no qual reencontra algumas antigas colegas de balneário.


O que a leva a assinar pelo CD Ourentã?
Escolhi o Ourentã porque de todos os clubes onde fui treinar foi o que mais me identifiquei. Fui muito bem acolhida por todos, senti-me bem a treinar e as viagens são relativamente curtas o que minimiza o desgaste. Além disso já conhecia a grande maioria do grupo, o que facilita a integração.

Quais as expectativas que tem neste regresso aos campeonatos do distrito de Coimbra?
Honestamente, o meu principal objetivo pessoal é sentir-me bem, disfrutar e divertir-me a fazer o que mais gosto. Naturalmente que a vertente competitiva está sempre presente e está bem vincada na minha personalidade. Voltar ao distrital após quatro anos é estranho. Previsivelmente seria expectável uma evolução da qualidade individual e colectiva das equipas e que a diferença entre as duas primeiras classificadas para as restantes fosse menor do que na minha altura. No entanto, a evolução não se verificou, sou da opinião que piorou até. Relativamente ao campeonato nacional a competitividade é colossalmente inferior e arrisco mesmo a dizer que de todos os campeonatos distritais do país, 90% das equipas não estão preparadas para ingressar no maior patamar do futsal. Trata-se de uma situação transversal a todo o território nacional e não específico do distrito de Coimbra.

O que a levou a esta pausa depois de terminar a última época no Louriçal?
A época passada foi extremamente desgastante a todos os níveis. As viagens eram demasiado longas e a minha vida profissional intensificou-se, provocando um final de época que chegou até a ser doloroso. Precisava de uma pausa para me relembrar de como gosto de jogar futsal e para recuperar a paixão.

Surpreendeu-a o final de um clube atingiu uma classificação histórica?
No ano passado atingimos a melhor classificação de sempre da Associação do Louriçal no campeonato nacional, mesmo com todas as condicionantes e contratempos durante a época. Na realidade não me surpreende a opção pela desistência. Quando um clube que está em todas as edições do campeonato nacional assenta a sua participação no amor, gosto e sacrifício das suas jogadoras é natural que o final seja este. Quando não existe sequer um esboço de estrutura, esforço e interesse ou dedicação a um projecto, o fim é certo.

Reencontra no Ourentã três antigas colegas de equipa, a Jessica Neves, a Rita Ribeiro e a Sofia Ferreira. Como tem sido trabalhar com a Sofia sendo que esta está agora num cargo diferente?
Na realidade é estranhamente normal para mim. Não tenho dificuldade em lidar com isso. Já conhecia a Sofia como treinadora e não estou surpreendida com a sua enorme qualidade. Não nego que talvez brinque mais com esta treinadora do que com os outros todos, mas sempre soube “separar as águas” e desta vez não será diferente. Há tempo para tudo e há uma hora para trabalhar e uma hora para descontrair, o segredo é saber quando.

Sara Fatia capitaneou Selecção Acreditar

A internacional Sara Fatia foi novamente a capitã da Selecção Acreditar no torneio de solidariedade Acreditar no Futsal / II Torneio Internacional PO.RO.S que decorreu em Condeixa. 
Abraçando novamente esta causa solidária, a atleta participou activamente em mais uma conquista da Selecção Acreditar que superou Fútbol Sala A Gaiola (Espanha) e SCP-Núcleo de Condeixa.









quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Acreditar no Futsal 12

No dia 3 de Dezembro, todos os caminhos vão dar a Condeixa. A 12ª edição do torneio de solidariedade Acreditar no Futsal volta a juntar a família desta modalidade que tanto gostamos em prol de uma causa nobre. Apareçam...


quarta-feira, 28 de junho de 2017

Despedida com triunfo

O Louriçal terminou da melhor maneira a temporada 2016/2017 ao vencer, na visita ao Restauradores Avintenses, por 3-5, garantindo assim o 6.º lugar na fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino. A internacional Sara Fatia faz um balanço do encontro.

"Terminámos da melhor forma a época 2016/2017 com uma vitória frente ao Restauradores Avintenses, equipa que terminou uma posição acima de nós na classificação final.
Na primeira parte realizámos uma exibição praticamente irrepreensível. Fortes, desinibidas e com uma eficácia tremenda. Ao intervalo o resultado de 4-0 era o espelho da nossa performance.
Pelo contrário, na segunda metade, a exibição deixou algo a desejar, não só pela descaracterização do jogo pela estratégia de 5x4 adotada pelo adversário, mas também pela nossa falta de adaptação. Mesmo assim os três pontos não fugiram e trouxemos para o Louriçal a última vitória da época e que nos levou a obter a melhor classificação de sempre da Associação no campeonato nacional."

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Terminar a vencer é o objectivo

O Louriçal despediu-se dos jogos em casa na fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino com um desaire (2-3) diante do Vermoim, campeão em título. A despedida da presente temporada da equipa pela qual alinha a internacional Sara Fatia decorrerá na visita ao Restauradores Avintenses, precisamente o anterior clube da atleta figueirense, agendada para sábado, às 18:00.


"Na penúltima jornada do Campeonato Nacional defrontámos o atual campeão em título, o Vermoim. Sendo o nosso último encontro em casa desejávamos realizar uma boa exibição e, se possível, a vitória. As famalicenses entraram praticamente a ganhar aproveitando a nossa passividade e desconcentração nos segundos iniciais. Acusámos positivamente o golo e equilibrámos forças, chegando ao empate a meio da primeira parte, mas ainda antes do intervalo o Vermoim voltou a colocar-se na frente do marcador. Na segunda parte creio que realizámos uma grande exibição, que infelizmente não se materializou em golos. Reduzimos a desvantagem já nos últimos segundos colocando o resultado final em 2-3. A falta de eficácia na finalização foi preponderante esta época inviabilizando a possibilidade de conquista de mais pontos e subir pelo menos mais uma posição na tabela classificativa.
Matematicamente é impossível atingirmos o 5º lugar da classificação mas queremos, na última jornada deste campeonato nacional, garantir o 6º lugar da tabela e alcançar a melhor classificação de sempre da Associação do Louriçal no mais alto patamar do futsal feminino nacional. Sabemos que o jogo frente ao Restauradores Avintenses será extremamente difícil, mas queremos acabar em grande e com uma vitória."

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Desaire com o Sporting e pensamento no dérbi

O Louriçal averbou o sexto desaire na fase de apuramento do campeão ao ceder, diante do Sporting, por 3-1, num embate com partes bem distintas. A equipa pela qual alinha a internacional Sara Fatia prepara-se agora para o dérbi leiriense diante do Golpilheira que se apresenta no Louriçal depois de uma pesada derrota (10-1) na visita ao Novasemente.
"Depois de uma pausa prolongada para a realização da "final four" da Taça de Portugal regressámos ao Campeonato Nacional para disputar a 9ª jornada da fase de apuramento do campeão frente ao Sporting.
O jogo caracterizou-se por duas partes completamente distintas. Na primeira, a nossa exibição foi apática, passiva e apenas a espaços incomodámos o conjunto lisboeta que, sem surpresa, chegaram ao intervalo a vencer por três bolas sem resposta. Na segunda metade, voltámos com aspirações renovadas e determinadas a mudar o rumo dos acontecimentos. Subimos as linhas de marcação e pressionámos a campo inteiro, tendo conseguido roubar bastantes bolas e criar transições ofensivas que, no entanto, não conseguimos materializar em golo. Ora por desacerto na finalização ora pela exibição da guarda-redes contrária, factores que se revelaram determinantes no desfecho final do encontro. Na próxima jornada queremos conquistar os primeiros pontos da segunda volta no dérbi leiriense, diante da Golpilheira em nossa casa."

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Segunda volta arranca contra o Benfica

O Louriçal não terminou bem a primeira volta da fase de apuramento do campeão do Campeonato Nacional Feminino ao perder na dupla jornada contra Vermoim (5-0) e Restauradores Avintenses (3-0). Segue-se a recepção ao Benfica, este sábado, que marca o arranque de uma segunda volta que o grupo no qual actua a internacional Sara Fatia quer que seja bem positiva.
"Terminámos a primeira volta da fase de apuramento de campeão da pior forma, com duas derrotas que nos colocam no 6º lugar, dois lugares abaixo da classificação que ocupávamos antes desta jornada dupla. 
Com o Vermoim tínhamos como objetivo cimentar a quarta posição, mas a exibição da equipa não foi apropriada para a exigência da partida. O campeão em título levou-nos de vencida por uns esclarecedores 5-0 e superou-nos na classificação.
No segundo jogo, defrontámos o Restauradores Avintenses e mais uma vez a equipa não esteve à altura do desafio. Fomos presas fáceis e a nossa performance ficou longe das exibições apresentadas na jornadas anteriores. Encerrámos a primeira volta numa rota descendente, mas queremos iniciar a segunda rodada com uma boa exibição frente ao Benfica e se possível conquistar os pontos em disputa. Necessitamos reagir para que o grupo da frente não se distancie na pontuação e possamos ter a chance de lutar pela melhor classificação de sempre da Associação do Louriçal no Campeonato Nacional."

terça-feira, 18 de abril de 2017

Louriçal de regresso às vitórias

O Louriçal regressou às vitórias no Nacional Feminino ao receber e bater o Gondomar, por 6-3, como golos de Sara Fatia, Soraia Dores, Cláudia Lobo (2), Sónia Ferreira e Margarida Morão. O conjunto do concelho de Pombal continua, deste modo, no 4º lugar da fase de apuramento do campeão e ficou a apenas 3 pontos do pódio.
"Recebemos o Gondomar, equipa que embora ainda não tenha conquistado qualquer ponto nesta fase, mas que vendeu bem cara a derrota. Iniciámos a partida a assumir o jogo e aos 5 minutos vencíamos por 2-0. Relaxámos e permitimos que o adversário chegasse com perigo à nossa baliza, tendo reduzido ainda antes do intervalo através de um livre de 10 metros superiormente executado.
Na segunda metade, à semelhança da primeira, voltámos a entrar fortes aumentando a vantagem para 4-1. Até final, gerimos o resultado e conquistámos mais três pontos, dando continuidade aos últimos resultados obtidos."

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Louriçal "empata" candidato Novasemente

O Louriçal somou mais um ponto na fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino ao empatar a uma bola na recepção ao Novasemente, candidato ao título nacional. O conjunto pelo qual alinha a internacional Sara Fatia está agora na 4ª posição.
"Defrontámos na última jornada o Novasemente, uma das formações que liderava o campeonato à entrada para esta jornada e uma natural candidata ao título. Nas primeiras quatro jornadas defrontámos três candidatos ao título e pela primeira vez conseguimos roubar pontos. Cientes da maior capacidade técnica ofensiva do Novasemente optámos por uma estratégia mais defensiva. Defendemos no nosso meio-campo e fomos fortes nos duelos individuais, conseguindo anular as investidas do adversário.
A 6' do final a equipa de Anta (Espinho) colocou-se em vantagem é a dois minutos do final arriscámos a estratégia de 5x4 e fomos recompensadas com o golo do empate.
Curiosamente em outros jogos com candidatos em que ofensivamente produzimos bem mais, não conquistámos qualquer ponto, nesta partida, em que apenas a espaços chegámos à baliza contrária, conquistámos um ponto precioso. Fomos inteligentes na forma como abordámos o jogo e na estratégia montada. Cada equipa tem a sua estratégia e cada uma defende as suas. Esta foi a nossa e cabe aos outros tentar contrariá-la."

domingo, 2 de abril de 2017

Vitória antes da pausa na fase final

Sara Fatia faz um breve balanço da primeira vitória do Louriçal (1-3 no reduto do Golpilheira) na fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino (segue na 4ª posição) que antecedeu a pausa no campeonato devido à realização da Taça de Portugal.

"Este fim de semana há pausa no campeonato para a disputa dos quartos de final da Taça de Portugal, competição da qual fomos prematuramente eliminadas pelo Sporting.
No último fim-de-semana conquistámos os primeiros três pontos da fase de apuramento do campeão. Depois de duas derrotas averbadas nas primeiras duas jornadas frente a dois candidatos ao título, partimos para a Golpilheira em busca da primeira vitória. Nos encontros anteriores da fase regular a vitória tinha sorrido à turma da Batalha e estávamos conscientes das dificuldades que iríamos encontrar. A equipa da casa teve uma entrada forte no jogo e que nos causou dificuldades, mas tivemos a maturidade necessária para suster esse ímpeto e conseguimos ainda ir para intervalo em vantagem de 1-0. Na segunda metade a toada do encontro não se alterou, a Golpilheira teve mais posse de bola mas o nosso equilíbrio defensivo foi decisivo no resultado final. Vitória justa e extremamente saborosa e que nos motiva para as próximas batalhas."

Taça de Portugal
Quartos-de-final
Póvoa-Lusitânia 3-4
Rest. Avintenses-Benfica 1-4
Tebosa-Novasemente 1-6
Vermoim-Sporting 3-4

quinta-feira, 23 de março de 2017

Grande atitude não valeu pontos diante do Sporting

O Louriçal averbou a segunda derrota consecutiva na fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino. Na estreia caseira, a turma pela qual alinha a internacional Sara Fatia cedeu diante do Sporting, por 3-4. Segue-se a visita ao Golpilheira que também ainda não pontuou nesta fase.
"Defrontámos nesta segunda jornada do apuramento de campeão o Sporting, segundo classificado da zona Sul. À semelhança do que aconteceu nos jogos anteriores o equilíbrio de forças foi nota dominante nesta quarta partida. Depois da boa exibição realizada no Pavilhão da Luz, diante do Benfica, queríamos dar continuidade às boas prestações e complicar ao máxima tarefa leonina. O Sporting teve uma entrada fortíssima na partida, ao contrário de nós que entrámos apáticas e demasiado benévolas. A meio da primeira parte fomos melhorando a nossa atitude e conseguimos empatar já perto do tempo de descanso.
Reentramos fortes na segunda metade, mas mais uma vez foi o Sporting que se colocou em vantagem. Até final lutámos para conseguir pelo menos um empate. Em estratégia de 5x4 reduzimos a desvantagem para apenas um golo e até ao último segundo perseguimos outro resultado que não a derrota, no entanto sem sucesso.
No geral, realizámos uma boa exibição e conseguimos anular em grande parte do jogo o ímpeto adversário. Obrigada aos nossos adeptos que encheram o pavilhão e nunca deixaram de nos apoiar. Contamos com eles na próxima jornada na Batalha, no dérbi leiriense diante do Golpilheira."

quarta-feira, 15 de março de 2017

Desaire no arranque da fase de apuramento do campeão

O Louriçal entrou com o pé esquerdo na fase de apuramento do campeão do Campeonato Nacional Feminino. A equipa pela qual alinha a internacional Sara Fatia até esteve a ganhar, mas viu o Benfica, a jogar em casa, estabelecer a reviravolta (3-1). Segue-se a recepção ao Sporting.
"Iniciámos este fim-de-semana no pavilhão da Luz a disputa da fase de apuramento de campeão. Como prevíamos o jogo foi extremamente competitivo e muito disputado. Sem rodeios e com perfeita noção da qualidade do adversário, cedemos a posse de bola ao Benfica e optámos por explorar as transições ofensivas. Na primeira parte tivemos imensas transições, mas nem sempre foram bem conduzidas e a tomada de decisão também não foi a melhor. O nulo ao intervalo espelhava o equilíbrio do encontro. Na segunda metade inaugurámos o marcador aos 5 minutos e pouco depois podíamos ter dilatado a vantagem, mas não conseguimos. A meio da segunda parte a equipa da casa empata a contenda e pouco depois coloca-se em vantagem, confirmando perto do final a nossa derrota. 
Na próxima jornada recebemos o Sporting e queremos um resultado diferente dos anteriores jogos. Queremos conquistar os primeiros pontos desta fase e vamos lutar por isso."

sábado, 11 de março de 2017

Começa a corrida ao título nacional

O Louriçal visita este domingo o reduto do Benfica na jornada de estreia da fase de apuramento do campeão do Campeonato Nacional Feminino. A internacional Sara Fatia não espera facilidades, mas garante que a sua equipa dará forte réplica ao emblema lisboeta.

"Iniciamos este domingo a fase mais aliciante da época, o apuramento de campeão. Serão 14 jogos, sem excepção, de um nível competitivo de topo. Jogamos esta primeira jornada em casa de um dos candidatos ao título e que atingiu números impressionantes na primeira fase. Queremos dificultar ao máximo a tarefa ao Benfica e para isso teremos que jogar unidas, abnegadas e super concentradas do primeiro ao último segundo. A disputa dos duelos individuais será igualmente um factor importante dada a grande capacidade técnica das adversárias. Lutaremos com as nossas armas para fazer um bom jogo."

sexta-feira, 3 de março de 2017

Sorteada a Fase Final

O Louriçal inicia a fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino com uma visita ao Benfica, a 11 de Março. No fim-de-semana seguinte, a estreia caseira decorrerá diante do Sporting. Segue-se o dérbi do distrito de Leiria na ronda 3 da prova.

11/03   1ª Jornada 8ª
Sporting-Golpilheira
Benfica-Louriçal
Rest. Avintenses-Gondomar
Novasemente-Vermoim


18/03   2ª Jornada 9ª
Golpilheira-Novasemente
Louriçal-Sporting
Gondomar-Benfica
Vermoim-Rest. Avintenses


25/03   3ª Jornada 10ª
Golpilheira-Louriçal
Sporting-Gondomar
Benfica-Vermoim
Novasemente-Rest. Avintenses


08/04   4ª Jornada 11ª
Louriçal-Novasemente
Gondomar-Golpilheira
Vermoim-Sporting
Rest. Avintenses-Benfica


15/04   5ª Jornada 12ª
Louriçal-Gondomar
Golpilheira-Vermoim
Sporting-Rest. Avintenses
Novasemente-Benfica


22/04   6ª Jornada 13ª
Novasemente-Gondomar
Vermoim-Louriçal
Rest. Avintenses-Golpilheira
Benfica-Sporting


25/04   7ª Jornada 14ª
Gondomar-Vermoim
Louriçal-Rest. Avintenses
Golpilheira-Benfica
Sporting-Novasemente

quarta-feira, 1 de março de 2017

Balanço da 1ª fase do Nacional Feminino

O Louriçal conquistou uma vaga na fase de apuramento do campeão do Campeonato Nacional Feminino. Na derradeira jornada da fase regular (Zona Sul) a formação do concelho de Pombal perdeu com o Golpilheira e quedou-se pela 4ª posição. A internacional Sara Fatia comenta o que foi a primeira fase e o que espera o clube na etapa decisiva.

"Terminámos da pior forma a 1ª fase do campeonato nacional feminino com uma derrota frente à Golpilheira e não conseguimos o pódio da Zona Sul como ambicionávamos. Mesmo tendo conseguido uma vantagem de dois golos não tivemos capacidade nem competência suficientes para manter essa diferença e acabámos por permitir a "remontada" ao adversário. Continuamos com graves dificuldades na finalização e a cometer erros defensivos básicos que a este nível se revelam fatais.
Fazendo um balanço ao nosso desempenho na 1ª fase, dos 14 jogos disputados, obtivemos 7 vitórias e 7 derrotas. Fomos bastante irregulares nas nossas exibições e, curiosamente, foi contra as equipas melhor classificadas que tivemos performances mais equilibradas. O principal objetivo de garantir a manutenção no campeonato nacional do próximo ano foi alcançado, no entanto, falhámos redondamente todas as metas secundárias.
Segue-se a fase do apuramento de campeão, aquela onde todos querem estar mas só 8 garantiram esse direito. São 4 equipas da zona Norte e 4 da zona Sul que se juntam para competir e decidir o futuro campeão nacional. Na linha da frente para a conquista do ceptro encontram-se, na minha opinião, Novasemente, Vermoim, Sporting e Benfica. Para nós, Louriçal, o 5º lugar é já um objetivo ambicioso. Temos consciência das nossas debilidades, mas também temos confiança nas nossas qualidades e iremos trabalhar para minimizar umas e potenciar as outras, sempre humildes e sempre ousadas.
Estamos orgulhosas por sermos uma das 8 melhores equipas do país e por irmos disputar a fase mais saborosa da competição, o apuramento de campeão. Que comece a fase de todas as decisões."

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Louriçal garante fase de apuramento do campeão

O Louriçal goleou, por 7-0, na visita ao Posto Santo, nos Açores e garantiu um lugar entre os quatro primeiros classificados na Zona Sul, tal como Benfica, Sporting e Golpilheira quando faltam disputar ainda duas jornadas na fase regular. Ana Sérvolo "Zulu" (2), Sónia Ferreira, Sandra Morais, Ema Toscano, Carolina Ribeiro e Diana Silva apontaram os golos do conjunto do concelho de Pombal. Ficar no 3.º lugar da Zona Sul é a próxima meta da equipa na qual alinha a internacional Sara Fatia.
"Objetivo principal de época garantido. Vamos disputar da fase de apuramento de campeão e temos a manutenção automaticamente garantida no Nacional Feminino. Fomos aos Açores disputar a antepenúltima jornada e com todas as contingências inerentes a viagens, estadias e até algum passeio, conseguimos inserir o "chip" de competição com sucesso. Fizemos um jogo sério e competitivo e acabámos por ser recompensadas com uma vitória gorda e sem golos sofridos. Faltam ainda dois jogos nesta primeira fase e o objetivo passa a conseguir o melhor lugar possível, neste caso, ficar no pódio.
Escrevendo ainda de objectivos, mesmo que o apuramento para a "final four" da Taça de Portugal não fosse um objetivo colectivo, todas as jogadoras sem excepção tinham em mente o desejo de disputar esta competição. Infelizmente o Sporting foi mais forte e fomos eliminadas."

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Louriçal joga nos Açores

O Louriçal joga este sábado (16:00), nos Açores, no reduto do Posto Santo. A formação do concelho de Pombal procura consolidar a sua posição no "top 4" da competição (mediante um conjunto de resultados pode assegurar a fase final), numa ronda em que o Golpilheira, com quem está empatado no 3º lugar, visita o líder Benfica. O perseguidor Povoense acaba por ser "obrigado" a ganhar ao Quinta dos Lombos para continuar a sonhar com a passagem.
Na primeira volta, o Louriçal venceu por 5-0.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Regresso às vitórias e a fase final ficou mais perto

O Louriçal regressou às vitórias no Nacional Feminino ao bater a Quinta dos Lombos, em casa, por 3-0, com golos de Cláudia Lobo, Diana Silva e Ana Correia. Um triunfo que deixou a equipa pela qual alinha a internacional Sara Fatia mais perto da fase de apuramento do campeão.
"Como ambicionávamos regressámos às vitórias no último sábado e reduzimos o lote de equipas que lutam por duas vagas na fase de apuramento de campeão para apenas três. Dominámos o encontro do início ao fim. Ao intervalo o nulo no marcador não espelhava a real valor da nossa exibição, mas que é justificado pela falta de acerto no último terço da quadra. Na segunda metade, voltámos decididas a garantir os três pontos. As decisões de último passe foram melhores e as finalizações foram mais eficazes o que se traduziu em três golos sem resposta. Estamos a um pequeno passo de garantir o maior objetivo da época, garantir a manutenção através da disputa da fase de apuramento de campeão."

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Louriçal quer regressar às vitórias

O Louriçal recebe, este sábado, a Quinta dos Lombos, às 17:00 no Pavilhão Gimnodesportivo do Louriçal. A partida, a contar para a 11ª jornada, opõe duas formações que lutam por uma vaga entre os quatro primeiros. O Louriçal é 4º, com 15 pontos (em igualdade com o 3º Golpilheira), enquanto a Quinta dos Lombos é 7.ª, com 9 pontos e joga aqui uma "final". Fique com a antevisão da jogadora internacional Sara Fatia.
"Depois de duas derrotas consecutivas queremos este sábado regressar às vitórias. Entramos nas últimas quatro jornadas desta fase, 12 pontos em disputa, 4 equipas a competir para os dois restantes lugares que dão acesso à fase de apuramento de campeão. Estamos cientes da importância destes três pontos, estamos confiantes e motivadas em carimbar o acesso à próxima fase. De Carcavelos virá uma equipa determinada a dificultar-nos a tarefa é que deixará tudo em campo para continuar na luta pelo apuramento. Jogamos em casa e queremos oferecer uma vitória aos nossos adeptos."

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Derrota na visita ao Benfica

O Louriçal perdeu, pelo segundo fim-de-semana consecutivo, no Nacional Feminino. A formação do concelho de Pombal cedeu na visita ao líder Benfica por 5-0 num jogo em que o resultado não traduz a réplica da equipa da AF Leiria. Na Zona Sul, Benfica e Sporting destacam-se no topo da classificação, seguidos de Golpilheira e Louriçal (com 15 pontos). O Povoense (5º) venceu e está na luta por uma vaga entre os quatro primeiros. A internacional Sara Fatia comenta o encontro com o comandante Benfica.

"Depois da derrota sofrida na última jornada frente ao Sporting deslocámo-nos a Lisboa para defrontar o líder da zona sul, o Benfica. Naturalmente que o grau de dificuldade do encontro era enorme, mas tínhamos ambições de realizar uma boa partida. Na verdade penso que o resultado final é demasiado exagerado face ao equilíbrio entre as duas equipas, no entanto, a vitória encarnada é justa e incontestável. À semelhança da jornada anterior, voltámos a entrar muito bem em jogo, tanto na primeira como na segunda parte, porém a falta de objetividade e alguma ineficácia, não permitiram materializar o nosso domínio nesses momentos. Talvez a falta de golos nos tenha deitado abaixo animicamente, facto esse que, associado à qualidade adversária nos tenha levado a baixar demasiado as linhas defensivas. No próximo encontro recebemos a equipa da Quinta dos Lombos e queremos conquistar três pontos valiosos na luta pelos quatro primeiros lugares."